“3.º Encontro de Juristas” pampilhosenses aberto à população Versão para impressão Enviar por E-mail

A terceira edição do “Encontro de Juristas de Pampilhosa da Serra”, prevista para os dias 16 e 17 de Junho naquela vila serrana, ficará marcada pela sua abertura ao público leigo e ao público especializado.

 

Cientes da importância que assumem algumas das comunicações que serão apresentadas, as duas entidades organizadoras (a Associação de Juristas de Pampilhosa da Serra e a Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra) decidiram abrir o evento ao público em geral. «Os fogos florestais, a criminalidade violenta e a reorganização do Mapa Judiciário constituem temas da maior atualidade», começa por explicar Armando Ramos, um dos responsáveis da associação jurídica e mentor desta 3.ª edição do encontro, «daí a nossa decisão de abrir o evento, que era inicialmente destinado dirigido a técnicos (isto é, a juristas), à generalidade da população pampilhosense e não pampilhosense». Com efeito, geralmente o concelho de Pampilhosa da Serra é notícia pelos fogos florestais que nele deflagram no Verão e atualmente por estar na eminência de assistir ao encerramento do seu tribunal judicial e à extinção da comarca criada em 1978.

A justificação para a abertura do evento a não juristas resulta igualmente de uma iniciativa idealizada nos primeiros meses de vida da Associação de Juristas de Pampilhosa da Serra (AJPS). «De facto, aquando da apresentação pública da AJPS em 2010 foi nossa intenção homenagearmos um dos maiores juristas portuguesas com raízes pampilhosenses: o professor Marcelo Caetano. Em 2012 vamos finalmente concretizar essa ideia», afirma Armando Ramos. «Marcelo Caetano foi um dos maiores mestres do Direito Administrativo e um grande historiador do direito português, pelo que nos pareceu natural aproveitar esta iniciativa para relembrar o “jurista Marcello Caetano”», frisa o responsável pelo Encontro. Para tanto, os organizadores convidaram Fernando Rosas, o conhecido historiador e especialista sobre o Estado Novo. Assim, o professor da Universidade Nova de Lisboa apresentará em Pampilhosa da Serra uma comunicação subordinada ao tema “Marcello Caetano e a transição falhada 1968-1974”.

O registo predial, a reforma da ação executiva, as insolvências e as novas tecnologias serão outros temas abordados no “3.º Encontro de Juristas” que reuniu em 2008 e 2009 cerca de duas centenas de pessoas no auditório municipal pampilhosense.

A edição de 2012 vai ainda ficar marcada pela ligação da Editora Almedina ao encontro jurídico. Desta forma, ao longo dos dois dias do evento será possível adquirir livros técnicos e obter informações acerca da “BDJUR”, a base de dados integrada criada pela conhecida editora de Coimbra que disponibiliza, através de uma assinatura paga, legislação integral organizada e tratada por uma equipa de juristas, com fácil navegação e pesquisa.

À semelhança das anteriores edições, o evento jurídico conta com o apoio do Município de Pampilhosa da Serra. De acordo com Armando Ramos, «apesar da conjuntura económica, este 3.º Encontro não ficará atrás das edições anteriores em termos da tradição pampilhosense de bem-receber. De facto, uma vez mais todos os inscritos no Encontro terão direito a dois almoços gratuitos e esperamos ainda reunir apoios no sentido de oferecer alguns materiais aos participantes».

Para além das oito comunicações que serão apresentadas nos dias 16 e 17 de Junho no Edifício Multiusos Monsenhor Nunes Pereira, o “3.º Encontro de Juristas” vai contar igualmente com uma exposição fotográfica intitulada “Aspectos da Justiça em Pampilhosa da Serra. «Esta exposição é mais uma demonstração da abertura do evento ao público em geral. Através das fotografias e dos textos que estarão em exposição queremos que a população pampilhosense se sinta parte integrante do nosso Encontro», explica Armando Ramos. Para este coordenador da organização do “3.º Encontro de Juristas” «é importante que o Encontro não seja encarado como um evento para as elites, mas sim um evento que pretende debater e chamar à atenção para temas que são da maior relevância para a vida quotidiana pampilhosense, como é a hipótese do concelho perder o seu tribunal a favor de Arganil», conclui.



Para mais informações, por favor contacte:

Armando Ramos (Coord. do 3.º Encontro de Juristas)

Associação de Juristas de Pampilhosa da Serra

Rua das Escolas Gerais, n.º 82, 1100-220 Lisboa

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Internet: www.ajps.pt

Partilhe este artigo no seu site ou blogue

Para criar um link no seu site para este artigo,
copie e cole o codigo abaixo no seu site.




Prever :

“3.º Encontro de Juristas” pampilhosenses aberto à população
A terceira edição do “Encontro de Juristas de Pampilhosa da Serra”, prevista para os dias 16 e 17 de Junho naquela vila serrana, ficará marcada pela sua abertura ao público leigo e...


Adaptado Partilhe © 2011
Share on Facebook